(11) 2721-5825
Seg a Qui das 08h às 18h e Sex das 08 às 17h (Exceto finais de semana e feriados)
Sacola de Compras

* Calcule seu frete na página de finalização.

* Insira seu cupom de desconto na página de finalização.

24/05/2022

Perspectivas de crescimento para a indústria de Construção em 2022

O cenário de Construção apresenta alguns indicadores positivos para o setor neste ano, o que pode marcar um desempenho de crescimento de dois anos consecutivos depois de nove anos

 

O mercado imobiliário e de construção civil foram dois segmentos que conseguiram se manter de pé mesmo diante do pior momento da crise de Covid-19. Tanto que, segundo a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), em 2020, as vendas de unidades residenciais novas cresceram 9,8% no Brasil.

Em 2021, o cenário foi ainda mais beneficiado. Em relação a 2020, no ano passado, o número de imóveis lançados na planta – em obras ou recém-construídos – aumentou 3,8%, de acordo com a CBIC.

Uma das principais fatores facilitadores foi a viabilidade de crédito proporcionada pelo governo, que incentivou o mercado em taxas de financiamento junto aos bancos. Para 2022, a CBIC divulgou, em 25 de abril, uma nova projeção de crescimento para a indústria de construção, elevando a previsão, que era de 2% para 2,5%.

 

Mesmo com altos e baixos da pandemia, índices são positivos

O setor continua colhendo frutos do ciclo de negócios no setor de construção iniciado no segundo semestre de 2020, e caso esta projeção se concretize, o desempenho marcará o segundo ano consecutivo de crescimento do setor, algo que não acontecia desde 2013. Alguns motivos que têm contribuído para estes resultados são o avanço da vacinação, o maior controle da pandemia e a reabertura da economia.

A pandemia também trouxe algumas problemáticas para o setor de construção, como a falta de insumos, o que encareceu bastante os custos dos materiais de construção. Outras preocupações que o setor vem enfrentando são as taxas de juros, que voltaram a ficar elevadas, e a falta ou o alto custo de trabalhadores qualificados.

No entanto, o resultado do mercado de trabalho da Construção, no primeiro bimestre de 2022, é o segundo melhor dos últimos dez anos, segundo a CBIC. Isso tendo como referência os dados do Caged (até 2019) e do Novo Caged (a partir de 2020).

A entidade, ainda, demonstra outro indicador positivo: o nível de atividade da Construção Civil. A média do primeiro trimestre atingiu 49 pontos, o maior patamar para o mesmo período dos últimos dez anos.

 

Um panorama atual do cenário de Construção Civil:

• A Construção Civil encerrou 2021 com crescimento de 9,7% em seu Produto Interno Bruto (PIB), superando as expectativas, que indicavam alta em torno de 8%.

• No início de 2022 a expectativa era de que o setor registrasse crescimento de 2%.

• Desde 2013, o setor não cresce por dois anos consecutivos. Este cenário está prestes a mudar.

• Apesar dos desafios, o setor aumentou a sua estimativa de crescimento para 2022. Assim, a expectativa atual é de alta de 2,5%.