(11) 2721-5825
Seg a Qui das 08h às 18h e Sex das 08 às 17h (Exceto finais de semana e feriados)
Sacola de Compras

* Calcule seu frete na página de finalização.

* Insira seu cupom de desconto na página de finalização.

15/06/2022

EPIs auditivos: segurança dos ouvidos nas obras

Conheça alguns tipos de protetores auditivos para proteger a audição em atividades e obras que envolvem exposição a altos ruídos

Algumas profissões expõem os trabalhos a índices de ruídos que podem acarretar em prejuízos para audição, como a perda auditiva a médio e longo prazo. Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), há um limite diário de decibéis ao qual podemos ficar expostos. Acima de 85 decibéis, os riscos são elevados, fazendo com que o uso de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) com uso específico para audição seja fundamental. Além disso, é imprescindível respeitar os limites de exposição nestes ambientes de riscos.

É claro que, em algumas profissões, a exposição a ruídos é inevitável – alguns mais intensos, outros, menos. Pessoas que lidam com música (músicos, Djs, produtores etc.), aviões e aeroportos, trânsito, operadores de fábrica e de obras, entre outros, estão constantemente sujeitos a altos ruídos. Confira as 10 profissões em que o contato com ruídos é mais extenso:

 

•  Tripulação de Vôo/Comissário de bordo – 130 decibéis

•  Músicos e profissionais de áudio – 125 decibéis

•  Profissionais do trânsito – 120 decibéis

•  Motorista de ambulância – 120 decibéis

•  Engenheiro e operário de obras – 115 decibéis

•  Dentista – 115 decibéis

•  Enfermeiro – 113 decibéis

•  Trabalhador de construção – 110 decibéis

•  Mineiro – 108 decibéis

•  Motorista de Caminhão – 95 decibéis

 

Como visto, profissionais envolvidos com obras e construção civil estão incluídos nesta lista. Isso porque estão constantemente expostos a maquinários que geram altos barulhos, como é o caso das máquinas perfuradoras (90 decibéis).

Então, além do uso de EPIs de proteção para cabeças, dos olhos e da face, dos membros superiores, entre outros, os voltados para a proteção auditiva se mostram fundamentais. Todas as empresas com admissão de funcionários CLT que desenvolvem atividades com exposição a altos ruídos e pressão sonora devem, obrigatoriamente, implementar o Programa de Conservação Auditiva (PCA).

Este programa está previsto pela NR7, a Norma Regulamentadora referente ao Controle Médico de Saúde Ocupacional. Ele visa configurar um conjunto de medidas para prevenir a surdez ocupacional, protegendo os colaboradores de todos os ruídos em excesso aos quais estão exposto na execução de suas atividades.

Sendo assim, os empregadores devem disponibilizar a sua equipe uma série de protetores auditivos adequados, sem custo, e que devem ser substituídos conforme necessário. Além dos materiais, também é importante fornecer a seus colaboradores um treinamento sobre o uso e os cuidados com estes equipamentos, assim como supervisionar o uso correto para que, realmente, tenham eficiência.

 

Tipos de Protetores Auditivos

Os EPIs de audição se classificam entre o protetor auricular e o abafador de ruído. Os modelos do primeiro grupo são pequenos e inseridos dentro dos ouvidos. Também chamados de “plugs”, geralmente são fabricados em espuma, polímero e silicone. Os principais modelos de protetores do tipo auricular são:

Protetor Auditivo Tipo Moldável

Também conhecido como plugue, eles se moldam ao canal auditivo quando inseridos no canal auditivo. Eles entram na categoria de descartáveis, por serem feitos com materiais como algodão parafinado, espuma, PVC etc., sendo assim, são confortáveis, expansivos, e tem como vantagens a maciez e fácil adaptação a qualquer tamanho e forma de ouvido. Possuem alta redução de ruídos quando usados corretamente.

Protetor Auditivo Tipo Pré-moldado

Os protetores pré-moldados são produzidos em borracha, elastômeros sintéticos e silicone, o que permite que sejam reutilizáveis. São chamados de pré-moldados, pois seu formato em cone apresenta três camadas com diferentes diâmetros para se adaptarem ao tamanho dos ouvidos.

Eles são laváveis e devem ser higienizados com frequência e corretamente. É importante dar um bom ajuste a eles para que cumpram sua função com eficiência.

Abafador de Ruído ou Protetor Auditivo Tipo Concha

Modelo que se assemelha aos headphones, formado por duas “conchas” de plástico que cobrem as orelhas, forradas com espuma ou material isolante, fixadas a uma haste ajustável que fica sob a cabeça. É uma proteção auditiva rápida de colocar e tirar, conforme necessário, com um ótimo desempenho em faixas de frequência médias para altas, e para trabalhadores que exercem atividades próximas a zonas ruidosas e silenciosas, facilitando sua remoção imediata.

Crédito da imagem: Freepik